Advertisements

Como parar os desejos de açúcar de uma vez por todas

Advertisements

O açúcar é todo doce e prazeroso, mas não é tão bom para a nossa saúde. Continue lendo para saber como parar os desejos de açúcar com essas dicas.

Advertisements

Maneiras curtas e doces de como parar seus desejos de açúcar

Sobre desejos de açúcar

Você acabou de comer uma refeição, mas está procurando algo doce. Conhecemos muito bem esta situação. Os desejos de açúcar acontecem quase a qualquer hora do dia, especialmente quando você está de mau humor ou sob estresse emocional.

Vários fatores afetam os desejos de açúcar. Isso pode ser fisiológico, psicológico ou influenciado pelo ambiente. Além disso, o açúcar é uma substância potencialmente viciante devido à sua capacidade de liberar dopamina e ativar os receptores opiáceos (opióides) no cérebro. Assim, dando o efeito de prazer e recompensa. Isso pode criar dependência de açúcar que eventualmente leva a problemas de saúde, como obesidade, doenças cardíacas, diabetes e cárie dentária.

Para gerenciar isso, aqui estão seis etapas simples para ajudá-lo a parar com os desejos de açúcar.

Como parar os desejos de açúcar

Reconheça a diferença entre desejo e fome

Se você pretende parar seus desejos de açúcar, primeiro, você deve reconhecer as dicas e sinais do seu corpo. Na maioria das vezes, o desejo é por alimentos açucarados, gordurosos e salgados, enquanto a fome não está focada em um alimento específico. Outras diferenças a serem observadas são as seguintes:

Desejos:

  • São afetados pelo humor e sentimentos negativos
  • Pode ocorrer mesmo depois de comer uma refeição
  • Pode ser mais desafiador quando você está cortando ou fazendo dieta
  • Levar a comer excessivo seguido de culpa
  • Pode ser afetado por alterações nos hormônios durante a gravidez e a menstruação
  • Geralmente passa com o tempo

Fome:

  • Pode ficar satisfeito com refeições ou lanches saudáveis
  • Acontece quando você não come por algumas horas
  • Causa ronco no estômago, irritabilidade, falta de energia e dor de cabeça
  • Não passa com o tempo.

Ao reconhecer essas dicas, você poderá dar respostas apropriadas para lidar com sua fome ou desejo.

Pratique Mindfulness e Alimentação Intuitiva

À medida que ficamos mais expostos a distrações, estresse e pensamentos à deriva, tendemos a estar menos conscientes dos alimentos que consumimos e quanto os consumimos. Por exemplo, quando você está assistindo televisão enquanto mastiga seus lanches, pode levar algum tempo para perceber que está cheio.

É por isso que a prática da atenção plena pode ser benéfica. Ele permite que você se concentre em estar ciente do que está sentindo e sentindo no momento, sem julgamento negativo. Um estudo sugere que a prática da atenção plena pode ser benéfica para a redução do desejo e do consumo excessivo.

De acordo com a atenção plena, a alimentação intuitiva pode ser um método útil que incentiva relacionamentos saudáveis ​​com a comida, confiando em seu corpo para fazer as escolhas certas. Isso contrasta com a maioria dos modismos de dieta com restrições alimentares e de tempo. Nesta abordagem, um comedor intuitivo presta atenção aos sinais do corpo, principalmente para comer quando estiver com fome e parar quando estiver satisfeito.

Mude para alternativas mais saudáveis

Tentar e aprender a parar com os desejos de açúcar é fisiologicamente semelhante a acabar com o vício. Embora o peru frio possa ser uma solução para interromper o desejo por açúcar, recorrer a uma abordagem gradual pode ser uma alternativa.

Alternativas alimentares mais saudáveis ​​para os desejos de açúcar são as frutas. Ao contrário dos doces com calorias vazias, as frutas contêm fibras, nutrientes e vitaminas que servem como um ótimo complemento para uma dieta saudável. Outras opções incluem batatas fritas de frutas e vegetais, bolas energéticas, nozes torradas com mel, chocolates escuros e cremes “bons” feitos de frutas misturadas e complementos opcionais, como manteiga de nozes e leite de coco transformado em sorvete.

Fora da vista, longe da mente

Uma das melhores maneiras de se livrar das coisas é mantê-las fora de vista. Reduzir a disponibilidade de doces ao seu redor evita o comportamento alimentar impulsivo e a tentação.

Dado que o desejo por açúcar também é influenciado por fatores ambientais, aprender a gerenciar o ambiente pode ajudar a interromper o consumo excessivo de açúcar.

Aborde os hábitos alimentares emocionais 

A alimentação emocional é impulsionada pela necessidade emocional devido à solidão, tédio, ansiedade e tristeza que leva a desejos e consumo excessivo de alimentos.

Aprenda a lidar com esse hábito através do seguinte:

  • Gerencie seu estresse
  • Obtenha apoio da família e amigos
  • Combata o tédio
  • Mantenha um registro alimentar ou acompanhe sua ingestão de alimentos
  • Lanche em comida saudável

Se essas opções de autoajuda não funcionarem, considere procurar ajuda de um profissional de saúde mental para ajudá-lo a gerenciar os hábitos alimentares emocionais.

Beba Muita Água

O desejo por açúcar é um dos sinais comuns associados à desidratação. A falta de fluidos no corpo pode dificultar a liberação de glicose armazenada e outros componentes das reservas de energia, portanto, nossos corpos anseiam por açúcar para obter energia quando o que realmente precisa é um pouco mais de água. Então, da próxima vez que você sentir vontade de comer doces, dê um passo para trás e beba um copo de água.

Durma o suficiente

Isso pode parecer absurdo, mas a falta de sono pode aumentar o desejo por comida . Isso não se limita a guloseimas açucaradas, mas também a alimentos altamente calóricos que podem levar a problemas de saúde agravados, incluindo obesidade.

Para parar seus desejos de açúcar, ter um sono de qualidade suficiente pode ser a solução. Certifique-se de dormir pelo menos sete horas por noite e manter um horário de sono consistente.

Embora geralmente seja inofensivo desejar doces de vez em quando, aprender como parar o desejo por açúcar por meio desses métodos pode beneficiar significativamente sua saúde e reduzir o risco de doenças como diabetes, obesidade e doenças cardíacas.

Add a Comment

Your email address will not be published.