Advertisements

Alergia a Camarão

Advertisements

Conteúdo

O camarão é um dos frutos do mar mais comumente encontrados. É um tipo de marisco. A alergia ao camarão se enquadra na categoria de alergia alimentar comum. A alergia ao camarão tende a permanecer um problema ao longo da vida.

Advertisements

O QUE É ALERGIA AO CAMARÃO?

A alergia ao camarão é basicamente uma reação de hipersensibilidade a um tipo de marisco chamado camarão. Ocorre em 1% da população globalmente, afetando principalmente adolescentes e adultos. Se ocorrer em crianças, 20% delas superam em um estágio posterior.

CAUSAS DA ALERGIA AO CAMARÃO

A alergia ao camarão é mais um exemplo do mau funcionamento do sistema imunológico. O sistema imunológico humano não reconhece as proteínas encontradas nos camarões e as torna prejudiciais, enquanto na verdade são inofensivas. Ele lança um ataque contra os invasores estrangeiros, produzindo anticorpos. Durante a segunda exposição das partículas antigênicas aos anticorpos, as partículas de proteína são engolidas pelos anticorpos e o sistema imunológico é sinalizado para liberar histaminas e outros produtos químicos que desencadeiam reações alérgicas no corpo. O sistema digestivo humano é parcialmente responsável por todo o barulho porque as proteínas não digeridas percorrem todo o caminho até a corrente sanguínea e, finalmente, até os órgãos-alvo, dando origem a reações alérgicas em todo o corpo.

SINTOMAS DE ALERGIA AO CAMARÃO

Os sinais e sintomas da alergia ao camarão variam de irritações leves a reações de anafilaxia com risco de vida.

Os sintomas gerais incluem o seguinte:

  1. Sensação de formigamento na língua e na boca
  2. Náusea ou vômito
  3. Cólicas abdominais
  4. Diarréia
  5. Inchaço e coceira da pele
  6. Urticária
  7. Eczema
  8. Inchaço da garganta, lábios, rosto, língua, orelhas, mãos e dedos
  9. Chiado
  10. Congestão nasal
  11. Dificuldade para respirar

SINTOMAS DE ANAFILAXIA DA ALERGIA AO CAMARÃO

Os sintomas de anafilaxia incluem o seguinte:

  1. Constrição das vias aéreas e respiração difícil
  2. Asma
  3. tontura
  4. Tontura extrema
  5. Desmaio ou perda de consciência

DIAGNÓSTICO E TESTES PARA ALERGIA AO CAMARÃO

O diagnóstico é a etapa mais importante no ciclo de vida de uma doença. O mesmo conceito também tem significado na alergia ao camarão. O diagnóstico correto leva ao tratamento correto. Portanto, durante o início dos sintomas, deve-se procurar ajuda de centros formais de diagnóstico de alergia para obter um quadro claro.

Os métodos de diagnóstico incluem o seguinte:

Teste cutâneo

Neste método de diagnóstico, primeiro a pele é picada com a ajuda de uma agulha e, em seguida, um pequeno extrato de alérgeno (proteína de camarão) é colocado na porção picada para verificar o efeito posterior. Se uma protuberância se desenvolve na parte picada, o indivíduo é alérgico ao camarão, caso contrário não.

Teste de sangue

Ele testa a resposta do sistema imunológico de um indivíduo às proteínas do camarão, calculando a quantidade de anticorpos de imunoglobulina E (IgE) na corrente sanguínea. Também é conhecido como teste radioalergosorbent (RAST) ou teste de anticorpos IgE específicos para alérgenos.

FATORES DE RISCO

Existem vários fatores, que colocam os indivíduos em risco de desenvolver alergia ao camarão. Esses fatores são discutidos abaixo:

História de família

Se a alergia de qualquer tipo é comum na família, há um risco considerável de desenvolver alergia ao camarão para os outros membros.

Idade

Os adultos correm maior risco de desenvolver alergia ao camarão em comparação com as crianças.

Gênero

A alergia ao camarão é mais comum em mulheres adultas do que em homens. Por outro lado, se a alergia ao camarão ocorrer em crianças, os meninos são mais afetados do que as meninas.

Localização geográfica

O desenvolvimento de alergia ao camarão é comum em áreas onde os frutos do mar são consumidos regularmente, como Escandinávia e Ásia.

COMPLICAÇÕES

A alergia ao camarão pode levar a uma reação de anafilaxia grave e com risco de vida. É uma forma fatal de reação alérgica marcada por constrição das vias aéreas, extrema dificuldade para respirar, queda rápida ou grave do pulso, choque, tontura, tontura ou perda de consciência.

Alergia ao camarão juntamente com asma ou sensibilidade extrema ao camarão ou qualquer história de anafilaxia induzida por alimentos aumenta o risco de reação de anafilaxia.

ALERGIAS ASSOCIADAS À ALERGIA AO CAMARÃO

Outras alergias a frutos do mar estão intimamente associadas à alergia ao camarão. Não é necessário que, se uma pessoa for alérgica ao camarão, seja alérgica a outras espécies pertencentes à categoria de frutos do mar. Mas, devido ao contato cruzado e reatividade cruzada, as chances de desenvolver alergia a outras variedades de frutos do mar são bastante altas.

TRATAMENTO DA ALERGIA AO CAMARÃO

A melhor maneira de tratar a alergia ao camarão é evitá-lo completamente. Pode ser difícil evitá-lo completamente enquanto janta fora devido ao alto risco de contato cruzado. Com base no diagnóstico, é aconselhável consultar o alergista sobre a lista de frutos do mar que devem ser evitados além do camarão.

Atualmente, a imunoterapia oral não está disponível como tratamento para a alergia ao camarão. Pesquisas intensivas estão em andamento para descobrir um método de tratamento confiável em breve.

As irritações leves da pele podem ser tratadas com a ajuda de medicamentos anti-histamínicos de venda livre e dosagens com conteúdo de esteróides. A anafilaxia grave pode ser gerenciada em um estágio inicial com a ajuda de injeções de epinefrina (adrenalina). Para um acompanhamento completo, é obrigatória a ida ao pronto-socorro. Pessoas propensas a anafilaxia devem carregar autoinjetores de epinefrina o tempo todo.

MUDANÇAS NA DIETA E CAUTELA

A dieta de eliminação deve ser o primeiro e mais importante cuidado de cada indivíduo que sofre de alergia ao camarão. Se o alergista em questão permitir outras variedades de frutos do mar, deve-se ter muito cuidado ao comprá-lo no mercado, pois sempre existe o risco de contato cruzado associado a ele. O mesmo nível de cautela deve ser mantido ao jantar em um restaurante. Restaurantes de frutos do mar devem ser evitados em geral. Se é difícil evitar um restaurante de frutos do mar autêntico, deve-se garantir que a comida que está comendo seja desprovida do alérgeno. Isso pode ser feito levantando questões educadas para a autoridade em questão.

Ao comprar qualquer alimento, a leitura de rótulos deve ser um hábito. Em caso de dúvida, sinta-se à vontade para entrar em contato com o fabricante. Isso não apenas ajudaria a gerenciar a alergia de maneira melhor e eficaz, mas também livraria o indivíduo das consequências perigosas da alergia ao camarão.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *